Câmara de Palmas discute matéria que visa criar o cargo de condutor de ambulância

por DICOM publicado 06/09/2018 13h02, última modificação 06/09/2018 13h02

Câmara de Palmas recebeu nesta quinta-feira, 06, motoristas de ambulâncias do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) da Capital, que apoiaram o requerimento e anteprojeto que cria o cargo de condutor de ambulância no município. O requerimento, aprovado em 16 de agosto, determina as diretrizes do cargo e beneficiará diversos servidores municipais que ocupam essa função. 

O anteprojeto, de autoria do vereador Tiago Andrino (PSB), enviado ao executivo, prevê a instituição do cargo de condutor de ambulância, equiparando o salário inicial ao do agente classe A da guarda metropolitana, além do regime estatutário especial, entre outras diretrizes.

“Eu fiquei muito feliz quando o pessoal me procurou para fazer a defesa desse tema, porque é muito importante que esses profissionais sejam mais valorizados. A categoria conquistou a Lei Federal e o que precisa ser feito é que o município de Palmas reconheça”, afirmou o vereador. 

O condutor Jesualdo Fernandes Serpa, falou sobre a necessidade da criação do cargo e melhorias para a categoria. “Hoje somos concursados como motoristas, mas precisamos de uma série de especializações, e esses cursos não contribuem para que a gente avance na carreira, pois estamos lotados no quadro geral, e os cursos são da saúde. Estamos numa espécie de limbo. A criação desse cargo irá fazer com que a nossa categoria seja valorizada, e sem dúvidas vai aumentar ainda mais a qualidade da prestação do nosso serviço”, afirmou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.