Vereador Lúcio Campelo conclama palmenses a cuidar da saúde mental

por Dicom — publicado 17/01/2019 12h25, última modificação 17/01/2019 13h04
Colaboradores: Aline Gusmão e Nayara Pires
Ele é autor do Projeto de Lei que institui a campanha “Janeiro Branco” que estimula discussão sobre a temática
Vereador Lúcio Campelo conclama palmenses a cuidar da saúde mental

Lúcio Campelo é autor do Projeto “Janeiro Branco”


O vereador Lúcio Campelo (PR) tem alertado a população de Palmas a cuidar da saúde mental. Ele é autor do Projeto de Lei nº. 007/18, em trâmite na Câmara Municipal, que institui a campanha “Janeiro Branco” e estimula discussão por intermédio de ações educativas, palestras, seminários e cursos. Além disso, após a aprovação pelo parlamento, o poder público deve promover a campanha elucidativa, através de divulgação mediante decoração, na cor branca, nas sedes da administração pública municipal, logradouros públicos e monumentos.

Na quarta-feira, 16, o vereador visitou a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) e o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). No CAPS, o parlamentar alertou sobre os malefícios que o estado emocional abalado pode provocar nos seres humanos, incluindo a depressão. “A depressão é um caso sério e que precisa de atenção. Ela é um dos distúrbios ocasionados por uma saúde mental abalada. Temos que cuidar e observar quem está próximo de nós”, pontuou o vereador.

Lúcio Campelo com o secretário de Saúde, Daniel

Já na Secretaria de Saúde, o parlamentar convidou o gestor da pasta, Daniel Borini, a implantar ações envolvendo a saúde mental no âmbito do município. “Já podemos marcar reunião para definirmos ações”, frisou Daniel. Ele adiantou prioridades, como a construção de outro CAPS para atendimento mais abrangente da população, incluindo o público infantil. Segundo o Secretário, as obras serão iniciadas ainda no primeiro semestre deste ano.

Em todas as visitas, Lúcio Campelo entregou panfletos informativos e lacinhos brancos. “Falar em saúde mental, em psicológico abalado, deveria ser recorrente nas instituições, mas ainda não é e isso nos preocupa. Perdemos muitos jovens e adultos, que acabam tentando contra a própria vida, por depressão, distúrbios causados pelo emocional. Ter um mês dedicado a essa temática é muito importante”, enfatizou o vereador.

(Colaboração Assessoria de Imprensa do Ver. Lúcio Campelo)