Violência contra a mulher e coleta de lixo na capital são debatidos em sessão

por DICOM publicado 26/11/2019 12h46, última modificação 26/11/2019 12h46
Colaboradores: Paulo de Deus;Foto: Aline Batista
Violência contra a mulher e coleta de lixo na capital são debatidos em sessão

Laudecy Coimbra

Na sessão ordinária de terça-feira, 26, a vereadora Laudecy Coimbra (SD) destacou o “Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre a Mulher”. A data é comemora anualmente no dia 25 de novembro, desde 1991 e, teve início com Campanha Mundial pelos Direitos Humanos das Mulheres, sob a coordenação do Centro de Liderança Global da Mulher. Esse movimento propôs “16 Dias de Ativismo” contra esse tipo de violência. Os 16 dias iniciam-se em 25 de Novembro e encerram-se em 10 de Dezembro, data comemorativa à Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamado em 1948.

Em seu pronunciamento, a líder do Poder Executivo destacou os altos índices de violência contra a mulher no Brasil. “O Brasil é o quinto país em número de feminicídio e, o que mais causa indignação, é que a maioria dos casos de violência é cometida dentro dos lares. A violência contra a mulher é um problema social e de saúde pública e deve ser combatido por todos nós, com o objetivo que esse mal seja erradicado. As mulheres devem ser respeitadas e ter consciência do seu papel e importância na sociedade”, destacou a única parlamentar do sexo feminino da Casa de Leis.

Ainda durante a sessão, o vereador Milton Neris (PP) pediu esclarecimentos à Prefeitura de Palmas sobre o encerramento do contrato com a empresa “Valor Ambiental”, responsável pela coleta do lixo em Palmas. “O município tem que informar à sociedade a aplicação dos recursos públicos. Por isso, venho solicitar a cópia do processo de contratação que foi feito com a empresa Valor Ambiental que se encerra no dia de hoje, 26/11. Também quero saber os detalhes do contrato, que foi assinado emergencialmente com a empresa ‘M Construções e Serviços’ para garantir os serviços de coleta de lixo.” Em seguida, complementou: “Estamos cobrando transparência por parte da prefeita também sobre o chamamento público de contratação de uma nova empresa para fazer a coleta de lixo de nossa cidade. Essa Casa tem que tomar ciência do que esta acontecendo, pois isso envolve a vida de muitas pessoas. O Executivo tem por obrigação tomar a decisão que seja a melhor para a sociedade palmense”, justificou Neris.  

Ao ensejo, o vereador Tiago Andrino (PSB) também se mostrou preocupado com a limpeza urbana da cidade. “Causa-me preocupação a interrupção da coleta de lixo e venho cobrar do Executivo maiores esclarecimentos sobre a licitação com a empresa ‘Valor Ambiental’. Queremos saber de fato o que está acontecendo. Só para lembrar, Palmas já foi considerada a terceira cidade mais limpa do Brasil” citou Andrino.